sábado, 30 de janeiro de 2010

POETAS PARCEIROS

A PELE DO POEMA é um projeto que envolve muita gente, graças a Deus. Toda a produção de melodias está apoiada nos versos destes maravilhosos poetas que encontrei através do Clube Caiubi de Compositores. Abaixo os nomes dos poetas e suas respectivas crias, que estão no disco (na ordem das fotos):

ANA PAULA FUMIAN - JEITO ESTRANHO
ESTHER ALCÂNTARA - PALAVRA NO AR
ANJA - DE VOLTA PARA O AMANHÃ
ANTÔNIO CARLOS - DESEJO PENSAR
EVARISTO FILHO - MEU OLHAR
FRANCE DA MATTA - VOCÊ
LUCIANE LOPES - A PELE DO POEMA
MÔNICA MARTINS - TANTRA TANGO
SIDNEY BRETANHA - SEM FIM
RODOLPHO BITTENCOURT - EM VÃO
SOL PEREIRA - EU AMO VOCÊ
ANA MASCARENHAS - CATAVENTO
MÁRCIA SANCHEZ LUZ - O AMOR NO SONHO
NINA ARAÚJO - FAROL
REYNALDO MAGRÃO - INDIFERENÇA

Todo este povo talentoso pode ser encontrado no http://www.clubecaiubi.ning.com/

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

PARTICIPAÇÕES LUXUOSAS


Além dos 15 poetas, que falarei de cada um logo logo, o projeto A PELE DO POEMA contará com as participações especiais de 5 intérpretes de alta qualidade:
AMANDA BARROS interpretará A PELE DO POEMA (Letra: Luciane Lopes)
ELISABET JUST interpretará TANTRA TANGO (Letra: Mônica Martins)
DANNY REIS interpretará FAROL (Letra: Nina Araújo)
MARA MELGES interpretará EU AMO VOCÊ (Letra: Sol Pereira)
SONNEKA interpretará JEITO ESTRANHO (Letra: Ana Paula Fumian)
Mais informações sobre eles podem ser encontradas nas páginas:

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

ARRUMANDO A COZINHA







Esses dois caras aí acima estão na batalha pra ajeitar a cozinha d'A Pele do Poema. O baterista Amauri Maciel e o baixista Nino Heinz (aqui em ensaio na minha casa) estarão no estúdio na próxima terça-feira, 02/02, gravando suas participações no projeto. Mais informações sobre essas feras podem ser encontradas no www.myspace.com/amaurimaciel e www.myspace.com/ninoheinz .


Até amanhã, com mais informações.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

PRIMEIRO ESTÚDIO

Olha eu aí, gravando as guias para ensaiar com a banda. Isso rolou no mês de dezembro, cercado de duendes e supervisionado por Papai Noel. O estúdio que acompanhará o projeto será o DuZamba Records, do Marco Zambon, em Caxias do Sul. Aqui será realizada a captação de áudio e a mixagem. Pessoal da maior responsa.
Com a guia gravada, no mês de janeiro, iniciaram os ensaios. Inicialmente com o baterista Amauri Maciel e Nino Heiz. Os encontros acontecem todas as manhãs, das 8h30m às 11h30m. Amanhã falo mais da rapaziada.
Até mais.

domingo, 24 de janeiro de 2010

A PELE DO POEMA NO PRÊMIO CAIUBI

video

Minha participação no Prêmio Caiubi 2009, registrada pela câmera de Mônika Mendonça.

CARDO PEIXOTO E O CLUBE CAIUBI

Quando conheci o Caiubi, eu estava buscando pela rede pessoas nas mesmas condições que eu: compositor independente procurando formas de divulgar seu trabalho e ampliar sua produção. Com certeza, eu encontrei isso no clube. À princípio vi o site como sendo mais um de divulgação de música, como há tantos na rede. Mas, aos poucos, percebi que aquele espaço tinha algo especial, que buscava algo especial. Logo recebi o convite da revista eletrônica Ritmo & Melodia (http://www.ritmomelodia.com.br/ ) para uma entrevista. A provocação do jornalista Antônio Carlos Barbosa levou-me a compor reggaes e fazê-lo meu primeiro parceiro no Caiubi. A partir daí concentrei meu trabalho em buscar parceiros entre os poetas do clube. Investi muito nisso, com a intenção de levar minha música a todos os cantos onde o clube e seus membros possam chegar.

Acho que minha estratégia tem sido exitosa. No balanço final de 2009, minha página, no site do Caiubi foi a 4ª mais visitada e meu nome foi indicado para o Prêmio Caiubi 2009 nas categorias de Melhor Compositor e Melhor Música, com a canção A PELE DO POEMA (parceria com a poetisa paulista Luciane Lopes). A festa da entrega de prêmios ocorreu no Café Piu Piu, em São Paulo, no último dia 18 de janeiro. Eu não fui premiado, mas as indicações, no momento em que o clube conta quase 5 mil membros, é sinal de bons ventos.

A relação Cardo Peixoto e Clube Caiubi parece estar longe de terminar. Ao contrário, vem sendo alimentada constantemente, proporcionando parcerias, amigos e momentos inesquecíveis, como minha participação na festa Prêmio Caiubi 2009, com o povo cantando junto.

PEQUENO HISTÓRICO

O projeto A PELE DO POEMA começou em maio de 2008, mesmo que eu ainda não soube se disso. Naqueles dias eu conheci o Clube Caiubi de Compositores - http://www.clubecaiubi.ning.com/ -, depois de andar, por vários meses buscando pares pela internet afora (compositores, produtores independentes, selos, etc). O clube proporcionou-me o encontro com compositores, poetas e intérpretes de todos os cantos da Brasil. Foquei-me nos poetas (muita gente boa de pena, lápis ou caneta), parei de escrever minhas próprias letras e comecei a compor em parceria com aquele povo. Desde outubro de 2008 até hoje, são 80 a 90 canções, aproximadamente; compostas em parceria com mais de 20 poetas, de norte a sul do país. Alguns dos quais, eu não conheço pessoalmente; outros eu fui conhecendo durante o processo.
O show A PELE DO POEMA surge em fevereiro de 2009, como forma de apresentar essa produção. Foi apresentado no Bar e Café Zarabatana, no Centro Municipal de Cultura de Caxias do Sul, cidade da serra gaúcha, onde resido. E, no mês de abril, ocupou o palco do Villaggio Café, em São Paulo, na abertura de uma Segunda Autoral, evento onde o povo do Caiubi se encontra todas as semanas.
A vasta e contínua produção que construí no site do Clube Caiubi levou, naturalmente, à idéia do álbum. Um disco que sirva pra promover a mim, aos meus parceiros e ao clube. Pra definir o repertório do trabalho entre mais de 60 canções, em outubro de 2009, promovi uma votação entre os membros do clube, elegendo 15 canções, que estão sendo gravadas nesses meses de janeiro e fevereiro de 2010.